JOHN LOCKE

"todos os homens, que, sendo todos iguais e livres, nenhum deve prejudicar o outro, quanto à vida, à saúde, à liberdade, ao próprio bem". E, para que ninguém empreenda ferir os direitos alheios, a natureza autorizou cada um a proteger e conservar o inocente, reprimindo os que fazem o mal, direito natural de punir"

FRIEDRICH HAYEK

“A liberdade individual é inconciliável com a supremacia de um objetivo único ao qual a sociedade inteira tenha de ser subordinada de uma forma completa e permanente”

DEBATES FILOSÓFICOS

"A filosofia nasce do debate, se não existe a liberdade para o pensar, logo impera a ignorância"

A Filosofia é.....

"Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir". Descartes

LIBERDADE

"Liberdade, Igualdade , Fraternidade. Sem isso não há filosofia. Sem isso não há existência digna.

"Nós temos um sistema que cobra cada vez mais impostos de quem trabalha e subsidia cada vez mais quem não trabalha"

LUDWING V. MISES

"O socialismo é a Grande Mentira do século XX. Embora prometesse a prosperidade, a igualdade e a segurança, só proporcionou pobreza, penúria e tirania. A igualdade foi alcançada apenas no sentido de que todos eram iguais em sua penúria"

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

O CONTRA GOPLE DE 1964 - A VERDADE SUFOCADA – A VERDADEIRA HISTÓRIA DA INTERVEN ÇÃO MILITAR CONTRA O COMUNISMO NO BRASIL

DOCUMENTÁRIO 


LIVRO

Um livro fundamental para quem quer entender as peculiaridades da ditadura brasileira Com seu estilo coloquial, direto e despojado, e após polemizar em torno do comportamento do Poder Judiciário e do escândalo político no livro Mensalão, Marco Antonio Villa agora desmistifica a ditadura brasileira, tanto em sua duração como em seus efeitos. Narra aqui a história desse período de maneira simples e objetiva, com o intuito de ser claro e transparente.Já afirmou que 'é rotineira a associação do regime militar brasileiro com as ditaduras do Cone Sul (Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai). Nada mais falso. [...] Enquanto a ditadura argentina fechou cursos universitários [...] privatizou e desindustrializou a economia [...], no Brasil ocorreu justamente o contrário [...]. Os governos militares industrializaram o país, modernizaram a infraestrutura, romperam os pontos de estrangulamento e criaram as condições para o salto recente do Brasil'. Sem se omitir quanto aos excessos que levaram à perseguição, tortura e morte no período entre o final de 1968 e 1979, para ele, porém, 'o regime militar brasileiro não foi uma ditadura de 21 anos. Não é possível chamar de ditadura o período 1964-1968 (até o AI-5), com toda a movimentação político-cultural. Muito menos os anos 1979-1985, com a aprovação da Lei de Anistia e as eleições para os governos estaduais em 1982'.Mordaz, Villa diz que o panorama intelectual brasileiro é desalentador: 'Com a redemocratização, os intelectuais foram se afastando. Contam-se nos dedos aqueles que têm uma presença ativa'. A seu ver, muitos dos que hoje se dizem justiceiros do regime militar, naquela época, 'estranhamente, omitiram-se quando colegas foram aposentados compulsoriamente pelo AI-5, como Florestan Fernandes, Fernando Henrique Cardoso [...] ou presos e condenados, como Caio Prado Júnior'.



ABAIXO SEGUE MAIS ARTIGOS COM LINKS PARA VÍDEO E ÁUDIO E OUTROS ARTIGOS PARA TODOS SE INFORMAREM MELHOR SOBRE ESSE PERÍODO MUITO POUCO ESCLARECIDO DA NOSSA HISTÓRIA.
  
A imprensa e as universidades, e a mídia como um todo, bem como o mercado editorial estão infiltrados e sob controle dos agentes dos partidos socialistas desde a época do regime militar, e a cada ano que passa tomam cada vez mais conta de tudo, tornando a verdade inacessível aos jovens brasileiros. Eles transmitem somente a visão socialista deles, conforme seus interesses, e deturpam a história, se fazendo de vítimas.
   
  
  
O QUE  A ESQUERDA NÃO QUER QUE VOCÊ SAIBA


A VERDADE SOBRE O REGIME MILITAR DE 1964 A 1985


A VERDADE SOBRE O TERRORISMO NO BRASIL

          
AOS QUE NÃO VIVERAM A CONTRA-REVOLUÇÃO DE 31 DE MARÇO DE 1964

INTERVENÇÃO MILITAR E A CONSTITUIÇÃO

INTERVENÇÃO MILITAR E A CONSTITUIÇÃO - O QUE ANTES ERA APENAS UMA IDEIA REMOTA, COMEÇA SER VISTO DIFERENTE DIANTE DO CAOS QUE CHEGOU O CONGRESSO NACIONAL

Os militares não precisam de autorização para intervenção constitucional
Vejamos o que diz a Carta Magna.
Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.
Podemos observar que temos duas divisões no final do artigo:
Uma que destina-se a defesa de Pátria, a garantia dos poderes constitucionais, sem invocar a forma como isto será feita;
"e,";
Uma segunda parte que por iniciativa de qualquer dos poderes as forças armadas poderão ser convocadas pois destinam-se também a defesa da lei e da ordem.
A Constituição não fala sequer que os cidadãos precisam ir às ruas para que haja uma tomada constitucional, mas fala da garantia dos poderes. Ou seja, se os poderes estão em perigo, não estão funcionando, funcionando mal, os militares podem assumir o pode.
O Judiciário precisaria tomar responsabilidade do que está fazendo, mas se não o faz é porque está envolvido no problema sendo parte dele, e isto sim é uma grande porta de abertura para uma intervenção militar no pais.
Entendo, que se nada for feito, principalmente se o judiciário não fizer seu trabalho, pode sim, haver um intervenção militar com todo o apoio de Carta Magna, e até da própria população.
Não faço defesa a intervenção militar. Mas com certeza prefiro ouvir:

A FARSA DO FIES E A DIVIDA D 61 BILHÕES

Entenda como funciona o FIES e a inclusão social do PT.





A INTERVENÇÃO MILITAR PARECE SER O ÚNICO CAMINHO PARA UM CONGRESSO PODRE NA CORRUPÇÃO

Olha que absurdo. Em 2015 o fundo partidário era de 200 milhões. Em 2016 foi para 819,00 milhões. Agora, sete partidos: 
 PMDB, PSDB, DEM, PSB, PP, PR,PSD E PTB fecham em reunião na calada da noite, para aprovar fundo partidário de 3,5 bilhões. Este procedimento, contribuirá para a perpetuação dos mesmos políticos no poder, os quais usará o dinheiro público para patrocinar as próprias campanhas. Essa, é nossa democracia !!!

AS QUATROS FORMAS DE GASTAR DINHEIRO POR MILTON FRIEDMAN

As quatro formas de gastar dinheiro, propostas por Milton Friedman prêmio Nobel 1976, mostram a contradição em confiar o dinheiro ao Estado para sua redistribuição.
Quando analisamos a eficácia e a eficiência de uma ação, seja individual ou política, percebemos que as motivações dessa ação são tomadas (ou deveriam) pelo seu custo-benefício. Quando porém, o benefício não é próprio, mais variáveis são acrescentadas na análise. Milton Friedman, destacado economista da Escola de Chicago e vencedor de um prêmio Nobel, simplifica entretanto, de forma precisa as quatro formas de gastar um recurso:
1) A primeira é gastamos nosso dinheiro consigo próprio. Nesse caso, possuímos um incentivo para procurar algo de qualidade, porém avaliamos em como gastar o dinheiro de forma eficiente, avaliando o custo. É o modo natural de as empresas do setor privado usarem seus recursos e direcionarem suas operações buscando o lucro.
2) Outra maneira é gastar nosso dinheiro com outra pessoa — por exemplo, quando você compra algo para alguém. Nesse caso, certamente nos preocupamos com a quantidade de dinheiro que gastamos, mas se não temos uma ligação emocional com o beneficiado, estamos inconscientemente menos interessados na qualidade do produto.
3) A terceira maneira é quando gastamos o dinheiro de outra pessoa consigo mesmo, como quando almoçamos à custa de nossa empresa ou quando agentes públicos usam o dinheiro da corrupção para comprar seus automóveis e suas mansões. Nesse caso, teremos pouco incentivo para ser frugal, mas nos esforçaremos para escolher os melhores produtos.
4) Por fim, o quarto modo é quando gastamos o dinheiro de alguém com outras pessoas. Nesse caso, não temos motivos para se importar nem com a qualidade e nem com o custo. E esta é a maneira como, geralmente, o governo gasta o dinheiro dos impostos recolhidos de nossos bolsos e devolvendo (parte) para a sociedade.
E nesse país de lógicas sombrias, ainda existem milhões e milhões de pessoas que, com sua lógica socialista, continuam defendendo o desvio de mais recursos para o Estado.
E pior: defendendo o desvios e mais recursos para programas que criam uma constante dependência que eternizam a permanência desses senhores do poder, como comentei em "A diferença básica entre liberais e estatistas".

MADURO E O NONO MANDAMENTO LÊNIN

Como dizia Friedrich Hayek, “A liberdade não se perde de uma vez, mas em fatias, como se corta um salame.”
Três anos após desarmar a população, Maduro, arma a milícia com 400 mil fuzis. Os recursos vem dos 15 Bilhões que Lula em seu governo pegou do BNDS, e emprestou a Venezuela, e Dilma em seu governo perdoou a dívida.

9° Mandamento do decalago de Lênin:

"Procure catalogar todos aqueles que possuam armas de fogo, para que elas sejam confiscadas no momento oportuno, tornando impossível qualquer resistência à causa".


SAIBA O QUE LULA FEZ DE 2002 A 2010 COM A “DIVIDA INTERNA/EXTERNA” DO BRASIL E COMO QUEBROU A ECONOMIA



Você ouve falar em DÍVIDA EXTERNA e DÍVIDA INTERNA em jornais e TV e não entende direito vamos explicar a seguir de modo simples:
DIVIDA EXTERNA é uma dívida com os Bancos, Mundial, o FMI e outras Instituições, no exterior em moeda externa.
DIVIDA INTERNA é uma dívida com Bancos em R$ (moeda nacional) no país. Então, quando LULA assumiu o Brasil, em 2002, devíamos:
● Dívida externa = 212 Bilhões
● Dívida interna = 640 Bilhões
● Total DA Dívida = 851 Bilhões
Em 2007 Lula disse que tinha pago a dívida externa. E é verdade, só que ele não explicou que, para pagar a dívida externa, ele aumentou a dívida interna:
Em 2007 no governo Lula:
●Dívida Externa = 0 Bilhões
●Dívida Interna = 1.400 Trilhão
●Total DA Dívida = 1.400 Trilhão
Ou seja, a Dívida Externa foi paga, mas a dívida interna quase dobrou. Agora, em 2010, você pode perceber que não se vê mais na TV e em jornais algo dito que seja convincente sobre a Dívida Externa quitada. Sabe por que? É que ela voltou
Em 2010 no governo Lula:
●Dívida Externa = 240 Bilhões
●Dívida Interna = 1.650 Trilhão
●Total DA Dívida = 1.890 Trilhão
Ou seja, no governo LULA, a dívida do Brasil aumentou em UM TRILHÃO.
Daí é que vem o dinheiro que o Lula está gastando no PAC, Bolsa família, bolsa educação, bolsa faculdade, bolsa cultura, Bolsa para presos, dentre outras mais bolsa. É de onde tirou 30 milhões de brasileiros DA pobreza.
E não é com dinheiro do crescimento, Mas sim, com dinheiro de ENDIVIDAMENTO.
Compreenderam? Ou ainda acham que Lula é mágico?
Quer mais detalhes, sobre dívida interna e externa do Brasil. Acesse o site:
Os brasileiros, vão pagar muito caro pela atitude perdulária do governo Lula, que não está conseguindo pagar os juros dessa “Dívida trilhardária” tendo que engolir um “spread” (txa. Juros) Muito caro para refinanciar os “papagaios”, sem deixar nenhum benefício para o povo, mas apenas DIVIDAS A PAGAR por todos os brasileiros, que pagam seus imposto.
ACORDA BRASIL
Para maiores esclarecimentos, leia artigo de Hélio Fernandes no site: http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=6379 CADA cidadão brasileiro tem uma dívida, feita pelo Lula, de quase 1.0 MILHÃO DE REAIS.
Dá para entender por que a Dilma manda maquiar os balanços federais? Porque as contas não fecham. Este bando nunca administrou nada. Estão quebrando o Brasil ! É só olhar para o nosso PIB, o “crescimento” das nossas indústrias; o tamanho da dívida interna; a falta de infraestrutura etc.
Fonte: Gazeta do povo.